Tuesday, December 29, 2015

O PRESENTE DE NATAL DE UM MAÇOM TEOLOGISTA, AO SEU GRANDE AMIGO POSITIVISTA - DEZ. 2015


RIO DE JANEIRO,  29 DE DEZEMBRO DE 2015

Prezado Amigo,

            Em resposta a sua carta datada de 13/12/2015, abaixo indicada,  manisfesto o agrado de revê-lo o mais rapidamente, aqui no Rio de Janeiro, garanto que os  dois outros amigos que você solicitou a minha gentileza, também comungam com essa minha colocação.

       Como sou Societocrata Republicano, e desprezo a monarquia, não posso lhe dar o mesmo tratamento de "nobre",  mas com certeza merece o adjetivo: Ilustre amigo Alfredo Enio Duarte, grande Jornalista que possuiu o cargo de Conselheiro Deliberativo da ABI ( Associação  Brasileira de Imprensa), em gestões passadas. 

       Agradeço sensibilizado a atenção  e as sugestões  de estímulo a esta causa, que abracei para ter razão de vida intelectual, na República da Mãe Terra, fora deste  consumismo de ordem muitas vezes  medíocre, que torna as "almas" voláteis para o estado psíquico da Idiotia.

       É dito que 3% de uma comunidade têm capacidade de criar Novas Ideias, 10% têm a capacidade, a competência e altruísmo, para contaminá-las promocionalmente ao restante da população.

       Você  faz parte dos 10% cujo orgulho e vaidade não provocam a  critica destrutiva e sim congelam as diferenças, para podermos atingir nossos objetivos, com base no Desenvolvimento do Progresso mantido  e subordinado pela Ordem.

  Segue aqui também, uma homenagem, a outro grande jornalista brasileiro, Antonio Maragno Lacerda (http://www.angelfire.com/dc/jor_municipios/poesias/DON_ANTONIO.htm , já falecido, que energizou meu ego, para continuar na luta por uma Política mais Moral, homenageando as minhas ideias, relatou:

"Estimado Paulo Augusto Lacaz:: 24/06/2005

Foi uma satisfação receber seu e. mail. Parabéns pelo altruísmo dedicado
à Fundação da Biblioteca Nacional. Você, em vez de só críticas, própria da
nossa raça linguageira, apresenta solução. Como você,não estou ligado
à qualquer partido, ou facção religiosa, política ou "social".Pôr isto,a sua,
e nossa ideologia, continua neste jornal indefinidamente.
"A priori" considero que temos, basicamente dois placebos:
a) República.
    b) Constituição.
Considero-me poeta e xamã. E' muito!
Estamos ligados reciprocamente pôr uma espécie de parentesco, em que se não entra o sangue, tão freqüentemente traidor, porém a escolha, a irmandade altíssima das inteligências.

Tenha em mim um leal amigo.

DON ANTÔNIO MARAGNO LACERDA
Prêmio UNESCO/jornal/poemas

http://www.angelfire.com/dc/jor_municipios/Arq_exp/Pagina_inicial.html  > matérias de hoje, Os Aymaras" 
     Este é  primeiro rascunho desta Constituição; pois hoje já está na lauda 200. Ainda vai  necessitar                    correções.


Estimado Paulo Augusto Lacaz::

  Separei, o excelente texto 'GOVERNO E OPINIÃO PÚBLICA"  e o coloquei em pauta.
 Você sabe que no Computado (PC) só posto digito - os dois e-mals.
 Dependo da boa vontade do meu filho, webmaster. Assoberbado com problemas da idade. 
Contudo, no decorrer da benevolência dele, logrei atualizar sobremaneira o Jornal. Não tanto quanto deseje, mas quanto me é possível.
      * Paulo, preciso de um artigo do Leonardo Boff, que verse especificamente sobre os puxadores de carrinhos de rejeitos, ( pesam cerca de 100 quilos, e a féria diária é cerca de 10 reais). Uma coisa que me fere profundamente.Poderia interceder por mim?
      * Precisaria, também de um artigo, seu sobre os chineses ( que admiro) que se esparramam pelo Brasil, e quiçá pelo mundo - uma profecia de meu cunho.
       # Uma hepatite C, um risco de isquemia, e uma hérnia, estão minando minha saúde. Desculpe entrar no terreno pessoal. Mas já não dizia  Bossuet que a amizade é caridade no seu mais alto grau de perfeição?
Estas matérias também dependerão da benevolência do Webmaster.
Aceite um abraço, e protesto da mais elevada consideração.
DON ANTÔNIO MAGNO LACERDA

Vide abaixo um poema épico, criado pelo DON ANTÔNIO MARAGNO LACERDA, ressaltando a esperança em uma Nova República para nosso Brasil. CANTO DE GUERRA,  onde ele enxergou que eu "Inventei uma Aurora"

     
Notas:

                (1)     ÁGORA https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81gora_de_Atenas
                      (2)     Alfred Tennyson https://pt.wikipedia.org/wiki/Alfred_Tennyson
                      (3)     Ullisses http://www.infopedia.pt/$ulisses-(mitologia)
                      (4)    Vate
                     Substantivo de dois gêneros
                       4.1  indivíduo que faz vaticínio, predição; profeta, vidente.
                       4.2  aquele que cria ou escreve poesia; poeta.
                     (5)  ÉPICO
                           5.1.  Que relata, em versos, uma ação heróica. "A Ilíada é um poema é."
                    5.2. Relativo a ou próprio de epopéia ou de heróis.
                 "poesia é."
             (6)     Sanctum Sanctorum -  significa "O Santo dos Santos" (rectius, Sanctum Sanctorum), o espaço mais                          secreto do templo hebraico, onde só ao sumo-sacerdote era permitida a entrada. Em boa verdade, há                             coisas que só se podem comunicar (tornar comuns) num espaço assaz restrito. Não o sendo, e devendo sê-                       lo, algo está errado: ou no que haja de tanger ao lugar, ou no que haja de tocar àquele que ali entrou."
             (7)     Cerce - Pela raiz; rente; pela parte mais inferior. (cortar cerce)


No comments:

Post a Comment